Abram-se os histéricos

Antonio Quinet
  • Abram-se os histéricos

Quando os médicos franceses abrem os cadáveres dos histéricos para buscar alguma lesão anatômica aparece um jovem impertinente austríaco que insiste que os pacientes histéricos enquanto vivos devem se abrir e trazer para a fala aquilo que seu corpo grita por todos os poros. Antonio Quinet nos traz uma peça de teatro sobre o encontro de Freud com Charcot, em Paris no final do século XIX, que deu origem à psicanálise. Ambientada na Salpêtière e na mansão de Charcot, a peça traz à cena a “histeria de hospital” e a “histeria de salão”. Convulsiva, dramática, lírica, espasmódica, cômica e ilusionista, a histeria aparece em todo seu esplendor como modalidade de “laço social” (cf.Lacan) e como “expressão artística” (cf.Quinet).

Abram-se os histéricos! traz o palco da história para fazer brilhar o corpo encharcado de histeria.

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$38,00


Produtos relacionados

X, Y e S: o teatro íntimo de Strindberg

X, Y e S: o teatro íntimo de Strindberg

X, Y e S – o teatro íntimo de Strindberg relata os ensaios e o dia da estréia da mais curta peça tea..

R$34,00

ArTorquato

ArTorquato

“ArTorquato expressa bem o que foi o tropicalismo: a dimensão trágica da visão do Brasil e o desenca..

R$38,00

BOX - Antonio Quinet: A psicanálise na cena

BOX - Antonio Quinet: A psicanálise na cena

Respeitado como psicanalista, Antônio Quinet é um apaixonado pelas artes e usa da dramaturgia para a..

R$290,00