Café sem açúcar

Caio Blanco

Café Sem Açúcar, assim como quase toda nudez, é um tanto desconcertante. É desconcertante pela beleza e pela humanidade e também por escancarar sentimentos crus a cada palavra. É um livro nu. Belo, jovem e pouco recatado. É nudez necessária. Libertadora. Daquelas que causam alívio. De quando já não se suporta o peso da roupa. É uma obra de poucos pudores. Prefere palavras não ditas a meias-palavras. Fala de sentimentos juvenis pouco lapidados e com muita elegância e poucos escrúpulos expõe algumas entranhas da realidade. Não sem antes nos avisar, amadurece com o passar das palavras. Toma corpo, cor e aroma. Cresce, muda e traz confusão. Os personagens intrigam por se assemelharem a velhos conhecidos e levam àquela velha reflexão causada por toda boa leitura sobre ler e ser lido na contramão. Café Sem Açúcar é tão real que chega a incomodar. Cutuca e aguça. É como espelho sob a luz branca: assusta por iluminar até a mais apagada das sardas, mas hipnotiza pela possibilidade de enxergarmos tão clara e nitidamente o reflexo das belezas e feiuras de nossas caras.

Duda Costa

Escritora

Giostri
Autor Caio Blanco
Páginas 148
ISBN : 978-85-516-0093-1
Formato : 14 cm x 21 cm
Peso : 0.198
NCM:49011000
Categoria: Romance

Escreva um comentário

Nota: HTML não suportado!
    Ruim           Bom
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$42,00