Tag ESTREIA

Guilherme 09/01/2018

Livro e peça bilíngue debatem libras no palco

Na peça, um jovem surdo narra seu sonho de ouvir os fogos de artifício no ano-novo. A saga passa por uma cirurgia e diversas barreiras. “A comunicação é a principal delas. Seja na família, com os amigos e na escola. Ainda é comum ser incompreendido.” A cada ensaio, a dupla dirigida por Sabrina Caires recebia surdos para obter retorno sobre a clareza da comunicação na cena. “Embora sejamos intérpretes, precisamos checar o gestual correto em diversos casos e a fusão dele no palco. Por outro lado, o espetáculo é bilíngue, então a preocupação foi não segregar, criando, por exemplo, uma peça apenas para surdos. Nesse caso, a música, com sua vibração, também percebida pelos surdos, une todos.”


Leandro Nunes, O Estado de S.Paulo

09 Janeiro 2018

240 Visualizações Ler..
Exibindo de 1 a 1 do total de 1 (1 páginas)