A carnavalização na literatura infantil: denúncia da exploração humana

  • A carnavalização na literatura infantil: denúncia da exploração humana

As palavras possuem algum poder? Até que ponto a Literatura, enquanto arte da palavra, é capaz de denunciar arbitrariedades, como a exploração humana, e contribuir para mudar atitudes e modificar a sociedade?

Quem formula essas questões instigantes é Lígia Menna, e o faz de modo brilhante. A autora analisa obras de Ruth Rocha, José Gomes Ferreira e Pepetela, à luz de teorias de Bakhtin, demonstrando que a literatura possibilita leituras múltiplas do mundo, tanto do ponto de vista estético quanto ideológico, e tem potencialmente a capacidade de agudizar a inteligência para questionar o mundo. O dialogismo bakhtiniano pode ser entendido como um espaço de luta entre vozes sociais heterogêneas, que circulam expressando jogos de poder – não existem discursos neutros.

A literatura, tanto para crianças quanto para adultos, adquire caráter transformador ao contribuir para que cada um conheça melhor a si mesmo, ao outro com quem dialoga e ao mundo que os rodeia.

Giostri
Autora Lígia Menna
Páginas 192
ISBN : 978-85-516-0156-3
Formato : 16 cm x 23 cm
Peso : 0.309
NCM:49011000
Categoria: Literatura Brasileira

Escreva um comentário

Nota: HTML não suportado!
    Ruim           Bom
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$59,00